Melodia
Melodia

Viajar é fechar a agenda e sair da rotina

Viajar é se lançar aos lugares deixando que eles entrem dentro de nós

É deslizar os olhos para tantas maravilhas

É surpreender se sempre, porque ainda que o lugar seja o mesmo, os olhos já são outros

É sentir o aroma dos pratos, das flores, das montanhas, campos e da brisa do mar

É ouvir o burburinho dos cafés e praças, de um sino de igreja, uma música ao longe ou o silêncio de uma estradinha solitária

Viajar é envolver se, emocionar se

Passear a alma

E voltar um pouco diferente do que fomos

Sempre pra melhor!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Meu longo caso com Paris


Avenida des Champs Elysées  


                          
                                       
Torre Eiffel




Adorno da Ponte Alexandre III




Ponte Alexandre III




Saint Chapelle!

A primeira vez que coloquei meus pés e olhos em Paris foi em 1990. Essa cidade me causou um fascínio e impacto tão grandes e  aliado sempre, aos poucos dias que tinha por lá, desenvolvi a pior coisa que um viajante pode carregar consigo quando viaja, a ansiedade!

E assim por diante, todas as vezes que voltei e que foram muitas, eu levava comigo já ideias do que faria, para melhor aproveitar o tempo e conhecer tudo: museus, palácios, jardins, igrejas, restaurantes e cafés... Ufa !

Era como se quisesse deglutir a encantadora Paris!

Quando entrava no avião de volta, sim porque Paris sempre era o "gran finale" dos roteiros, me dava um certo vazio!

Um aperto no peito como se estivesse estado com uma amiga encantadora, sem ter lhe dado o mínimo de atenção!

Um dia me bateu um colapso e eu pensei: o que eu estou fazendo comigo? E o que eu estou fazendo com Paris?

Em 2008, virei tudo! Chegou  nessa cidade uma Adele completamente diferente.

Calma e serena, que sai sem programação e pressa pela manhã, caminhando nós dois, por qualquer rua, dobrando qualquer esquina, atravessando nossa ponte preferida Alexandre III, curtindo Saint Germain, Jardins de Luxemburgo, Marais, rue de Montorgueil, Ile Saint Louis...

Quando cansamos, sentamos num café qualquer, olhamos vitrines, respirando, sentindo, curtindo tudo!


Qualquer programa é muito bom em Paris. Até porque, só estar lá  já é o bastante. É que também só assim, que se descobrem as pérolas!

Paris... devo a você, compreender o mal da ansiedade, e o quanto ela nos bloqueia a alma!

Hoje sinto que não sou mais eu, que quero me debruçar por Paris, e sim Paris é que quer mergulhar em mim!

17 comentários:

  1. Adele,amei ler com que carinho e delicadeza que vc escreve sobre Paris e seus deliciosos passeios!BJKS

    ResponderExcluir
  2. Achei esse blog por acaso...pesquisando pela net...e achei fantástico!!!
    Conseguiu transmitir sensações incríveis!!!
    Me deu uma vontade de viajar!!
    Parabéns pelo blog!!
    Continue desbravando o mundo Adele!! Vc merece!!
    att.
    João

    ResponderExcluir
  3. Oi Adele, gostei das suas informações e fotos, mas, mais ainda, da forma leve como você descreve as viagens; nota-se claramente que você tem aprendido muito sobre você e sobre a vida por intermédio dessas incursões delicadas por lugares bastante visitados mas vistos de forma comum.

    ResponderExcluir
  4. Dula!as fotos estao lindas,mas tudo depende da luneta do observador!Rio,SP,Jabo, Rib ou Paris! vc sempre estara vendo as paisagens,as flores e os ceus! pois a sua alma é azul! e vc é uma luz p mim! amo vc

    ResponderExcluir
  5. Jaqueline ( Neta da Lu )14 de fevereiro de 2011 17:05

    Bom consegui achar! Muito linda as fotos de verdade, deve ser um lugar muito encantador realmente. Beijos e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  6. Sonia(Soninha da LU)15 de fevereiro de 2011 00:09

    Adele que lindo, voçe expressa um verdadeiro amor encantador da pra sentir as emoções nos envonvendo da maneira em que relata as suas viagens.É como se eu estivesse nestes lugares também sentindo as mesmas emoções.Nunca fiz uma viagem dessa mas te agradeço por conhecer atravês de voçe que com carinho nos mostra essas fotos nos dando a oportunidade de vê lugares tremendo e especial,beijos Deus lhe abençõa hoje e sempre te amo muito.

    ResponderExcluir
  7. Adele, eu senti Paris assim, tem que sair, andar por todos esse lugares sem compromisso, quando cansar, sentar num café qualquer e apreciar, é o melhor de Paris...apreciar!!!! Muito bom....beijoss

    ResponderExcluir
  8. Adele querida,
    Luxo tem a ver com vivacidade, com alegria de viver, de saber aproveitar cada cantinho bonito de onde você esta. Tem a ver com receber amigos com um sorriso escancarado e um abraço gostoso.
    Não conheço Capri mas tenho certeza que com sua alegria e elegancia a ilha fica muito mais bonita.
    Luxo é ser seu amigo.
    Que venham muitas outras viagens.
    Beijão
    Marcelo Fernandes

    ResponderExcluir
  9. Babei!!!!!!! Delirei !!!!! Viajei !!!!! Lindo!!!! é sempre bom ver e ler coisas bonitas.Faça outros. Valeu a pena. Um beijo.Cleusa de SP (mãe Renato,Roberta,Raquel)

    ResponderExcluir
  10. Oi Adele, achamos lindas as suas fotos!
    Realmente tenho certeza que deu uma ansiedade em você ao colocar os pés em París, aliás aquela cidade é com certeza maravilhosa!! Vendo suas fotos e seus comentarios sobre os lugares visitados, nos deu uma grande vontade de ir também pra París...faça mais viajens e nos conte como foi! Aproveite e nos surpreenda novamente..Beijos

    ResponderExcluir
  11. Adele, adorei viajar com voce, enquanto lia seu blog, senti a brisa do mediterraneo, o perfume das lavandas, degustei o fetuccini num ceu de limões sicilianos, e me deslumbrei com o glamour na cidade mais chic do mundo!!! Estava tão boa a viagem, mas acordei com um: Maaannhêêêê, telefone para voceeee!!!!!Rs,rsrs....Parabéns, quero mais, agora sou sua seguidora!!Beijos (Andréa B. Bueno)

    ResponderExcluir
  12. Adele,
    Como você sou uma apaixonada pela França !!!!!
    Já fui em todas as estações do ano, em todos os meses, e nas principais festas.
    Paris é um caso de amor à parte,lá me sinto como se estivesse em minha propria casa!
    Conheço cada cantinho desconhecido dos turistas.
    Estive em Paris no inverno passado e ela ainda me pareceu mais magestosa toda coberta de branco,
    e nem o frio me impediu de andar à pé e reviver os lugares tantas vezes visitados .
    Parabéns pelo Blog . Adorei, está maravilhoso.
    Beijos, Maria Clara

    ResponderExcluir
  13. Marina Consani Brejao28 de fevereiro de 2011 18:52

    Adele querida vc é inzimbindinhaKKkRealmene as fotos e seus comentários são maravilhosos.Prometo que vou fazer oum blog.Minha dúvida é que ceú por:o de Atibaia
    ou de Praia Grande kkkkk.Bjinhos no seu coração,Marina.

    ResponderExcluir
  14. Adele visitei o seu blog pela primeira vez, fiquei apaixonada, conforme fui lendo seus relatos e vendo as fotos, me senti nesses lugares maravilhosos.Além de escrever muito bem, você também é uma excelente fotografa.
    Parabéns....... ficarei aguardando ansiosa seus relatos de sua nova viagem.

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    conheci sua filha e namorado em Paris, no Jardin de Luxembourg, porque estava com uma camiseta do pinguim aí de Ribeirão Preto...! Sua filha pediu para que entrássemos no blog, e conforme prometido, aqui estamos, gostei muito!
    Peça para fazerem contato, devo ir para Ribeirão Preto em breve, enfim, conhecer o Pinguim! Um abraço.

    Meu nome é André Mercadante, peça para me procurarem no facebook por gentileza!

    ResponderExcluir
  16. alessandra pelegrino31 de agosto de 2011 15:34

    Ola Adele, sou amiga da Maíra, tudo bem?
    Assim como vocÊ, também tenho um longo caso com Paris, no início aquela vontade de engolir Paris, depois tudo sem pressa, sem roteiro sem previsões.
    Ao ler seu lindo texto entendi que é Paris quem nos ensina a apreciá-la, mostra que a ansiedade, pressa e consumismo estão fora de moda. Mas que um simples passeio por suas ruas ou um lanche em um de seus jardins tornam-se momentos inesquecíveis. Paris mudou minha vida, me ensinou a sentir a felicidade.
    Agora estou planejando voltar, só que desta vez com minhas filhas, quero que elas conheçam Paris e que passem por essa experiência mais jovens do que eu, tenho certeza que depois de Paris sentirão mais os momentos felizes em suas vidas.
    um grande abraço!

    ResponderExcluir